O que é API: principais benefícios e como funciona

Para os profissionais de tecnologia e da área de desenvolvimento de software, o termo API não é estranho aos ouvidos. A sigla significa Application Programming Interface, em tradução, quer dizer Interface de Programação de Aplicativos.

Para quem deseja entender mais sobre o que é API, esse se trata de um conjunto de rotinas e padrões definidos por um sistema operacional no uso de suas funcionalidades por outros aplicativos.

Assim, o API é um meio para troca de informações entre sistemas diferentes, com qualidade, bom desempenho e assimilação.

Essa ferramenta tem sido muito utilizada por desenvolvedores que produzem ou consomem tecnologia, por seu potencial de colaboração no bom desempenho de diferentes produtos tecnológicos, como sites, aplicativos, boots.

Dados do relatório divulgado pelo ProgrammableWeb, apontam que mais de 22 mil APIs foram comercializados e que, desde então, tem aumentado o número de vendas para 2 mil APIs a cada ano.

Assim, em um mercado cada vez mais hiperconectado em serviços e produtos, as APIs são uma ferramenta valiosa para oferecer maior qualidade aos usuários e consumidores. Neste artigo, vamos falar mais detalhadamente do que vem a ser essa interface e qual a importância dela para o seu negócio. Leia até o final!

O que é uma API de integração?
Uma API de integração se refere a uma interface de mediação entre sistemas. Um deles envia informações e serviços que o outro sistema pode utilizar, sem que haja necessidade de conhecimentos técnicos específicos sobre a implementação do software.

Dessa forma, o que a API faz é receber a informação, levar até o sistema responsável pelo processamento dos dados e entregar o que foi solicitado, seja uma informação ou uma tarefa, a depender do propósito de uso definido pelo programador ou desenvolvedor.

Benefícios
A API não exige intervenção do usuário. Ela é programada pela comunicação entre vários códigos que orientam comportamentos específicos de um objeto na interface. É um recurso muito usado, por exemplo, por sistemas de pagamento online, permitindo que o software ou aplicativo possa funcionar de modo automático.

Ela é uma interface programada por uma série de funções acessíveis, de forma autônoma. Assim, a API é utilizada, por exemplo, quando uma empresa de software necessita que outros desenvolvedores criem produtos associados ao seu serviço, da forma mais simples para os usuários.

Um exemplo bem conhecido é o aplicativo do Google Maps, que mantém um código original e outros aplicativos e sites o utilizam para finalidades diferentes. Dessa maneira, empresas que precisam de uma ferramenta de geolocalização para especificar locais, rotas, percursos e afins, podem utilizá-lo de maneira adaptada ao seu próprio aplicativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *